Home»Na História»Santarosense é responsável por uma das maiores obras do mundo

Santarosense é responsável por uma das maiores obras do mundo

49
Shares
Pinterest Google+

É natural de Santa Rosa e ex aluno da Escola Da Paz, o engenheiro civil responsável pela construção da biblioteca gigante em Dubai, considerada uma das maiores obras do mundo. Omar Hamaoui, filho de Khaled e Amira Hamoui, antigos donos da Casa Beirute, frequentou o Ensino Fundamental na cidade e cursou Engenharia Civil em Santa Maria.

Em Santa Rosa, ele já prestou serviços para algumas construtoras e também participou da construção de parte do Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre, da cidade da música no Rio de Janeiro, e outras grandes obras espalhadas pelo Brasil.

Atualmente, Omar reside em Dubai e seus pais em Cascavel, no Paraná. Nos Emirados Árabes Unidos, o engenheiro já realizou mais de 250 grandes obras e agora essa, considerada uma mega obra, através da sua empresa, a Engeport.

Saiba mais sobre esta história: A Engeprot, está participando da construção da Mohammed Bin Rashid Library, biblioteca que é o maior projeto cultural de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A obra tem o formato de um livro, num total de 66 mil metros quadrados, deve abrigar 4,5 milhões de títulos impressos, digitais e de áudio e receber 42 milhões de visitantes por ano, segundo informações publicadas na imprensa dos Emirados.

A Engeprot é de propriedade do gaúcho Omar Khaled Hamaoui e do emirati Suhail Hilal Bin Tarraf, tem sede em Dubai e escritório em Abu Dhabi. A empresa é especialista em projetos e execução de estruturas em concreto protendido. O trabalho da companhia na biblioteca de Dubai está em andamento, segundo entrevista de Hamaoui por e-mail à ANBA.

A construção da obra como um todo começou em setembro do ano passado e deve estar concluída até metade de 2018, de acordo com dados publicados pela Emirates News Agency (WAM). Do total de livros abrigados no projeto, 1,5 milhão serão impressos, 2 milhões serão e-books e 1 milhão serão áudio-livros, o que fará do local a maior biblioteca no mundo árabe, com a maior coleção eletrônica de livros do mundo, de acordo com a WAM.

A Engeprot já executou cerca de 250 obras nos Emirados, o que significa mais de seis milhões de metros quadrados feitos. Várias delas são construções famosas no país árabe e internacionalmente. Além da Mohammed Bin Rashid Library, a companhia participa atualmente da construção de outra obra bem conhecida e importante, o Silicon Park, um projeto de cidade inteligente de Dubai, com espaços comerciais, residenciais e empreendimentos hoteleiros.

História
Antes do país árabe, Hamaoui tinha empresa de construção no Brasil. Ele começou com a Esbelto Engenharia, em 1989, com um sócio, Gerson Geovani Pozzobon. Na época eles faziam projetos de estruturas em Santa Maria e outras cidades gaúchas. No final da década de 1990, a empresa se mudou para Cascavel, no Paraná, onde passou a trabalhar com obras maiores e mais complexas. Depois veio a especialidade em projetos e execução de estruturas em protendido, a troca de nome para Engeprot – Engenharia e Protensão Ltda, e uma nova mudança de cidade, então para Curitiba, capital do Paraná.

Na época, a mulher de Hamaoui, Dalal Hamdan, trabalhava no Marketing da empresa e percebeu o potencial dos Emirados para a tecnologia com a qual eles atuavam. “Após estudar o mercado por mais de dois anos e descobrir que um xeque colecionador de carros iria construir um edifício garagem para colocar sua coleção, a Dalal teve a ideia de ir em busca de um contato”, conta o brasileiro. Dalal descobriu que a Câmara de Comércio Árabe Brasileira estava planejando a primeira participação na feira de construção Big 5, em Dubai, e selecionando empresas com algo inovador para oferecer na mostra.

A Engeprot foi selecionada e participou da feira. “O grande impulso para a nossa ida foi o apoio total por parte da Câmara Árabe, em especial pelo Michel Alaby e pela Andréa Uhlmann, o qual foi fundamental para nós”, diz. Alaby é o atual diretor geral da Câmara Árabe e Andréa, que morreu em 2014, era a gerente de Marketing na época. Na Big 5, o mercado se mostrou bastante promissor e o casal decidiu abrir a empresa nos Emirados.

Previous post

There is no more story.

Next post

Família de Santa Rosa fabrica uma das melhores cachaças do Brasil

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *