,

Pitaya: amor à primeira mordida!

Você que costuma ir ao supermercado fazer compras, já deve ter se deparado com uma fruta diferente, exótica, mas de aparência bonita. E fora a sua beleza, ela é extremamente saudável. Mas, afinal, quem é a tal da Pitaya?

A fruta tem origem na América Central e vem deslumbrando o mundo pela sua aparência exótica. Apesar do exterior folhudo e seco, seu interior abriga uma polpa saborosa e nutritiva. Suas escamas que originam o nome da fruta saltam os olhos de quem vê, logo, com a exploração do cacto que gera a pitaya, rapidamente a espécie se espalhou por vários países como a China, Israel e até mesmo aqui no Brasil! E já temos ela em Santa Rosa. Isso mesmo! Aqui na nossa cidade.

O pioneiro na plantação em Santa Rosa é Jhonathan Heitor de Lemos, Diretor Comercial na Polistar Brasil e, que ao apaixonar-se pelas Pitayas, também resolveu dedicar parte de seu tempo para cultivá-las. Num primeiro contato com a fruta, em São Paulo, há muitos anos atrás, ele achou a fruta totalmente insossa e sem graça. Mas a segunda vez que provou, durante uma feira de mineração no Chile, descobriu a Pitaya verdadeiramente saborosa e a paixão surgiu.

Jhonathan Heitor de Lemos, Diretor Comercial na Polistar Brasil

“No Brasil haviam somente pitayas comuns. Como eu queria comer mais daquelas pitayas saborosas e não poderia fazer uma viagem internacional toda vez que sentisse vontade de comê-las, então decidi trazê-las para cá”, conta. A partir daquele momento, embarcou em uma trajetória de aprendizagem e especialização sobre o cultivo da fruta. Viajou para diversos países para conhecer mais, estudar e aprender as técnicas e tecnologias aplicáveis a fim de viabilizar a produção em Santa Rosa.

Jhonathan revela que foram mais de 4 anos de estudos, pesquisas e testes para conseguir chegar a um produto final de alto nível. “Hoje possuo um sistema de plantio único no país, que produz frutos graúdos, lindíssimos e de sabores inigualáveis”, revela.

E todas as pessoas que já provaram as Pitayas produzidas no pomar da D’Lemos, amaram. “Assim como eu, muitas delas não gostavam da fruta, pois haviam provado apenas as variedades disponíveis no supermercado”, acrescenta. Mas nem eu seus mais doces sonhos, o empresário sonhava em um dia cultivar pitayas. “Nem sequer havia gostado da fruta, então jamais teria imaginado investir nisso. Até porque investir em algo em que não acredito, vender algo que eu não compraria, não faz parte dos meus valores. Quando conheci algo que eu adorei, quis compartilhar e dar aos outros a oportunidade de comer algo de sabor incrível e altamente saudável”.

Assim como todas as culturas, o cultivo de pitaya requer cuidados com o solo, irrigação, fertilização e controle de pragas. Além disso, precisa de atenção especial devido ao clima gaúcho, que é um dos maiores desafios hoje, por se tratar de clima subtropical/mesotérmico úmido da região e o cultivo de pitaya é ideal para regiões de clima muito quente. Assim, a produtividade em terras Santa-rosenses depende diretamente das condições de cultivo. “Por não ser uma região adequada ao cultivo, necessita de alto investimento em tecnologia, mão de obra e matéria prima especialmente adaptada”, frisa.

1

Atualmente, Jhonathan cultiva 18 espécies de pitayas. A maioria delas são raríssimas e não são comercialmente viáveis. Por ora, dispõe de 4 variedades comerciais. As mais conhecidas são a branca (que tem casca vermelha e polpa branca), a amarela (que tem casca amarela e polpa branca) e a vermelha (que tem casca vermelha e polpa vermelha). Já a pitaya rosa (casca vermelha com polpa rosa claro) é uma espécie mais exótica e exclusiva. Todas elas são doces, macias e suculentas.

Os benefícios da Pitaya:

Você realmente sabe tudo que a pitaya pode fornecer para seu organismo? A seguir você descobrirá mais detalhes sobre a fruta-dragão:

• Fortalece seu sistema imune através da vitamina C.

• Combate o colesterol ruim e diminui os riscos de doenças cardiovasculares.

• É um aliado contra a diabetes, por seu baixo teor de açúcar.

• Emagrecimento, através da sensação de saciedade e inibição do apetite.

• Combate a anemia e fortalece os ossos através de vitaminas do complexo B, C e E, além de sais minerais como ferro e fósforo.

• E auxilia até no bom funcionamento do intestino!

Incrível, não é mesmo? Mas a principal função que tornou a pitaya um sucesso na internet é sua ação termogênica!

Pitaya: um termogênico natural!

Esse é um assunto que merece destaque quando falamos os porquês para você incluir a pitaya na sua alimentação! Primeiro, você sabe o que é a ação termogênica?

Ela nada mais é do que um estímulo ao metabolismo, ajudando a queimar as gordurinhas e reduzindo seu apetite! Tudo isso ocorre ao consumir a pitaya através da substância tiramina, que ao ser ingerida ativa o hormônio glucagon, induzindo o corpo a utilizar suas reservas de açúcares e gorduras, transformando-as em energia. Interessante, não é mesmo? A pitaya é saborosa, nutritiva e ainda ajuda a manter o equilíbrio na alimentação!

E como adquirir as deliciosas pitayas de Santa Rosa?

No momento, a D’Lemos atua com venda local e direta ao consumidor. As pitayas saem do pomar diretamente para a mesa das pessoas. Para fazer o pedido/encomendar, basta fazer contato através do instagram @dlemospitayas.

Na próxima safra, no fim deste ano, a região Noroeste também será atendida através das redes de supermercados.

Pitaya juice
Notícias Relacionadas