BioPlanet comemora um ano da inauguração da primeira estação de recebimento de recicláveis

por Márcia Werle; Cleide Rigon e Lize Kaufmann

No dia 10 de agosto, a primeira estação de recebimento de materiais recicláveis do Instituto BioPlanet, localizada na Praça da Independência, completou seu primeiro ano. Foram destinados mais de 12 toneladas de materiais recicláveis e mais de 2.000 Litros de óleo residual de cozinha, somente nesta estação.

No total, mais 47 toneladas de recicláveis foram desviados, ou seja não foram direcionados para os aterros sanitários e reaproveitados pelas indústrias desde a implementação das Estações Bioplanetarias. Destes, 48,21 % (22,7 toneladas) são vidros. Antes do Instituto viabilizar suas estações, os vidros não tinham destinação adequada: paravam no aterro sanitário ou ficavam acumulados nas residências.

A reciclagem de resíduos gera benefícios a todos: incentiva a economia circular, geração de renda, diminui a despesa dos cofres públicos com aterros sanitários, preserva os recursos naturais, contribui para a educação ambiental, entre outros. Além disso, um dos objetivos do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) é extinguir os aterros sanitários o mais rápido possível, pois os resíduos sólidos urbanos podem ser aproveitados pela reciclagem, compostagem, geração de energia e tantas outras soluções ambiental e economicamente mais viáveis e seguras!

O objetivo do Instituto BioPlanet é continuar a incentivar e conscientizar a comunidade para fazer a separação e destinação correta de seus resíduos em casa e em seu trabalho. De acordo com a Engenheira Ambiental e Sanitarista Lize Kaufmann “Os resíduos que geramos são de nossa responsabilidade. A preocupação com o destino deles, deve ser nossa! Destinar para a reciclagem ou para um local onde não haverá reaproveitamento econômico é nossa escolha quando separamos ou misturamos os resíduos orgânicos e recicláveis”.

E justamente a conscientização da população é o grande desafio, além da realização de ações concretas! E portanto, o Instituto compartilha informações e boas práticas referentes aos resíduos sólidos, sustentabilidade e meio ambiente em suas redes sociais, eventos e nos meios de comunicação.

Notícias Relacionadas