Home»Tuparendi»Granja Dois Irmãos, em Tuparendi, modelo de sucesso

Granja Dois Irmãos, em Tuparendi, modelo de sucesso

0
Shares
Pinterest Google+

por Clóvis Medeiros

Há pouco mais de 15 quilômetros de Tuparendi, encontramos a Granja Dois Irmãos, a maior do município, com 2.800 matrizes, fêmeas produtivas, que geram ao ano, em média, 90.000 leitões, que se transformarão em carne para consumo de milhares de pessoas do mundo inteiro. Luiz Hansen, o proprietário, morador de Santo Cristo, iniciou a atividade com 130 matrizes, no ano 2000. São duas décadas de tradição na suinocultura. Uma das características do empresário é o conhecimento administrativo e o seu aprimoramento gerencial. Nada é feito sem organização, planejamento prévio de todas as etapas do processo. Pensar grande também é razão para o sucesso desse negócio inserido no contexto pecuário empresarial. Homem de visão, o senhor Hansen testemunhava ao repórter deste jornal que tanto a produção de grãos, como a agropecuária atingiu uma nova fase, a da profissionalização. Sem isso não há como prosperar. São os novos tempos.

O Brasil é hoje o terceiro produtor e exportador de carne de porco do mundo. É uma das atividades mais expressivas da agropecuária brasileira. A tendência é aumentar o consumo per capita mundial gerando aumento da demanda para a carne suína. Os bons resultados alcançados pelo empreendimento levaram o proprietário a investir ainda mais. Ele enxerga um potencial de expansão nesse nicho de mercado. Serão construídos mais pavilhões para abrigar leitões que sairão da granja com 22 quilos e não mais com sete como acontecia até agora. A área total de construção será de 4830 metros quadrados, o que proporcionará capacidade para alojamento de 11.000 leitões.

O local escolhido para a Granja, Matinho Queimado, desde o ano 2000, foi por diversas razões. A topografia do local, alto e plano, cercado por matas nativas, distante de concentração populacional. Possibilidade de expansão da área, relativa distância de rios ou outros corpos hídricos superficiais, também ajudaram na tomada de decisão ao se instalar no local. Os dejetos são distribuídos em lavouras, em solos argilosos, mais profundos, sem riscos de lixiviação acelerada. É a situação ideal para não oferecer riscos ambientais. No máximo, baixo impacto ambiental.

O sistema de operação é o chamado “comodato” com o Frigorífico Aliben, de Santa Rosa, o qual fornece alimentação aos suínos. A Granja Dois Irmãos, além de gerar empregos, conta hoje com vinte colaboradores, contribui com impostos aos cofres públicos. Mais uma razão para que o prefeito Leonel Petry conceda uma atenção especial ao empreendedor, promovendo serviços de terraplanagem, indispensáveis à instalação dos pavilhões. Na última semana, com equipe de assessores, verificou “in loco” a ampliação dos pavilhões. Naquela oportunidade o senhor Luiz Hansen enfatizou o fato do quanto reconhecia o apoio recebido da Administração Municipal. Esta vem através da Lei 2800, de 13 de Novembro de 2018, que cria o Programa de Incentivo à Produção com o objetivo de estimular investimentos, principalmente nos setores de pecuária de corte e leiteiro. Através dessa Lei poderão se concedidos, de forma parcial, serviços de terraplanagem, abertura de valas, fossas para esterqueiras, disponibilização de cascalho para acesso às propriedades e entorno.

É preciso que o governo municipal, o empresariado e o agronegócio tenham clareza do que desejam. Ninguém vem se instalar em Tuparendi porque algum tucano aparece no Mato do Busque ou porque gosta dos tuparendienses. Empresas virão ocupar nosso espaço se encontrarem gestores com ângulo de visão focado em estratégia de futuro.

Previous post

Meditações no boteco

Next post

Dias de Campo sobre Soja serão realizados na região de Santa Rosa

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *