Posts In Category

Clóvis Medeiros

Nunca me esqueço da morte de um tio da minha mulher, o tio Valmor. Morava no interior de Jaguari, onde trabalhava na lavoura, plantava cana de açúcar, fabricava cachaça, criava alguns bois, cultivava outras culturas como feijão, soja, milho e fumo. Trabalhava demais. Conseguiu tanta coisa em tão pouco tempo! …

Permita o leitor que o cronista fale de si mesmo. Das suas limitações. Faço uma auto crítica, uma reflexão. Sempre senti dificuldade com a falta de rapidez em meu raciocínio. O que observo é que enquanto alguns têm a resposta pronta para qualquer discussão eu não tenho velocidade de raciocínio. …

No último final de semana estive na minha terra, Capão da Urtiga. Preciso escrever esta crônica como forma de tornar público meu descontentamento com a administração municipal de lá. Farei este jornal chegar as mãos do prefeito. Gostaria de falar do meu orgulho de haver nascido no segundo distrito, de …

Recebi uma ligação do meu colega dos tempos de Colégio Agrícola de Alegrete, o Bolacha. ___Tenho uma notícia ruim para te dar, Clóvis. Faleceu o seu Jovelino. Jovelino Moreira era o dono de um boteco, à beira da estrada que ligava São Francisco de Assis á Alegrete. Ficava em frente …

Se você, jovem, aprendeu em casa ou na escola, que todas as pessoas são conciliadoras e que se você fizer uma saudação, ao passar por elas, todas vão responder bom dia, boa tarde e sorrir, esqueça. Aquilo não era verdade. E vejam que uma saudação não custa nada. Quanto custa …

Os homens bons choram. Lágrimas nada mais são do que fruto das emoções de quem tem sentimentos. Os brutos não se emocionam. O pranto sincero do Vicini significa que os cidadãos de bem ainda existem. E naquela noite de cinco de Abril, durante a solenidade de abertura da Décima Terceira …

Vem mais um dia por aí, mais um ano e tu está aí, dormindo, sonhando. Acorda. É preciso tomar vergonha na cara. Cair na real. O sonho acabou. Pára com essa história de que vivemos no paraíso. Estamos chegando ao inferno, Zé. Engambelado pela babação de ovo dos que te …

Em mais um da série de acidentes preveníveis e evitáveis, um helicóptero despenca e cai como um prego, matando um dos maiores jornalistas do Brasil: Ricardo Boechat. Atuava na Rede Bandeirantes. Sua morte chocou o país, não porque era mais um jornalista, ele era especial, versátil, irônico, profundamente competente, trabalhador, …

Há dias, gastava o sapato, caminhava pela Rua da Praia, como quem não quer nada. Divagava. Era domingo e sempre que vou à capital, faço isso. Observava mendigos dormindo no meio da rua, outros juntando comida na sujeira. Uma criança esquálida, magra como uma agulha, brincava com alguma coisa de …

Tenho uma pequena propriedade rural em São Francisco de Assis. Menos de dois mil hectares. (Dez hectares é menos do que dois mil hectares). Foi lá que nasci, me criei matando passarinho, com bodoque, arma jurássica e rudimentar mas eficiente. Matava perdizes, tico-tico, pomba rola, carijós, saracura e outros que …